Score do Perfil Digital: Como clusterizar a base de clientes e maximizar sua receita?

311 visualizações
0 comentários
4 min de leitura
Score do Perfil Digital: Como clusterizar a base de clientes e maximizar sua receita?

Segmentar o público-alvo de uma campanha é crucial para sua eficácia. Se seu anúncio for exibido para as pessoas certas, você terá mais chances de conversão, terá um custo por aquisição de cliente (CAC) menor e um retorno sobre o investimento (ROI) maior.

Imagina se sua empresa souber que uma parte de seus clientes adoram viajam. E ainda que parte deles adoram canais digitais, como Whatsapp, mas outra parte ainda não teve grande adesão a estas ferramentas e prefere ser abordado por telefone.

Para isso, é necessário estudar os dados do comportamento do consumidor ou potenciais clientes da marca e dividi-los em clusters, ou seja, grupos. A hipersegmentação é o processo de compreensão do perfil do cliente a partir da análise de diversas fontes de dados — históricas, demográficas, comportamentais e geograficamente localizadas.

Nesse processo, os clientes que possuem comportamento semelhante são agrupados e, assim, é possível conhecer os hábitos, preferências e necessidades do consumidor, bem como suas tendências para o futuro.

Clientes com origens semelhantes têm especificidades próprias e não necessariamente se enquadram no mesmo perfil.

A hipersegmentação em microclusters permite, portanto, desenhar campanhas assertivas que realmente definem clientes com oportunidades de upsell e cross-sell ou alto potencial de geração de receita — levando a um investimento de ativação mais eficiente.

Você sabe o que é a clusterização e porque ela é importante para o seu negócio? Então, fique por dentro na leitura abaixo e aproveite para implementá-la!

O que é clusterização?

Clustering é a categorização das informações do consumidor para gerar segmentações relevantes para campanhas. São grupos de pessoas com características semelhantes. Para deixar claro, era comum no marketing as empresas definirem seu público-alvo, que poderia ser mulheres na faixa dos 40 e 50 anos que tivessem filhos.

Essa segmentação é ampla e pode funcionar para o marketing offline, mas com certeza trará poucos resultados para o online.

O ideal é separar um monte de informações sobre essa segmentação, algo como:

  • Demografia: mulheres, 40 a 50 anos, com filhos menores de 5 anos, residentes em Recife;
  • Interesse: leitura;
  • Comportamento: os filhos vão à escola durante o dia, a mulher trabalha o dia todo;
  • Repetição: usa um aplicativo de e-book infantil e assiste muitos desenhos animados no YouTube;
  • Financeiro: renda familiar mensal acima de R$ 10.000.

Por exemplo, para um clube de assinatura de livros infantis, esse agrupamento levaria a publicidade diretamente a um público qualificado com mais chances de conversão.

Então, tudo pode ser clusterizado?

De certa forma, qualquer tipo de dado, desde que seja quantificável em larga escala, está sujeito a agrupamento.

Veja o que a equipe de marketing está fazendo, por exemplo.

Ao agrupar clientes, o objetivo é facilitar a implementação de suas estratégias, pois seria humanamente possível distribuir promoções de acordo com cada indivíduo.

Nesse caso, são criados clusters de consumidores para facilitar as ações e depois analisar os resultados.

Qual a importância disso?

O mesmo princípio se aplica ao trabalhar com dados em grandes volumes, ou seja, de Big Data. Clustering, neste contexto, é como especialistas da área agrupam diferentes dados em categorias com características comuns.

Este seria o caso de um desenvolvedor que, ao mesmo tempo, em que cuida da arquitetura de dados de um cliente no setor de varejo, distribui os dados do armazém de acordo com mercadorias, preços, tamanho, volume e outras referências.

Conheça o Fast Digital Score

O algoritmo retorna o score do perfil digital de uma pessoa com base em seus hábitos e presença online, possibilitando o direcionamento de ofertas e o canal adequado de interação.

O Fast Digital Score é a solução ideal para agrupar sua base de clientes e maximizar o faturamento de cada público. Conosco você tem:

  • Algoritmo que indica perfil digital;
  • Contemplação de métricas de consumo;
  • Auxílio para definir canais de interação;
  • Contemplação de informações de hábitos online.

A Fast Moving combina expertise consultivo e soluções tecnológicas turnkey, com algoritmos criados a partir de técnicas de Design Thinking para encurtar o tempo de implantação e de retorno do investimento em suas soluções.

Nosso objetivo é potencializar a experiência de seu cliente em sua jornada desde a captação, aumentando a ativação e geração de receita temporal.

FALE COM ESPECIALISTA

Gostou do artigo? Compartilhe nas redes sociais!

COMPARTILHE ESSE ARTIGO

Deixe o seu comentário!

Os mais lidos
Financial Customer Experience Management: o que é e como transformar essa jornada e gerar novos negócios

A experiência do cliente não termina depois de assinar um serviço ou clicar em “comprar”….

Ler mais...
Recursos essenciais para a hiperpersonalização do relacionamento financeiro

Com a personalização one-to-one, ações como receber e pagar faturas, boletos, acessar a conta online…

Ler mais...
Pare de perder clientes no Onboarding

Mais clientes, mais rápido, onboarding real-time. Com as atualizações regulatórias promovidas pelos principais órgãos no…

Ler mais...
Por categoria
Tags