Qual o impacto do onboarding digital no engajamento dos usuários?

312 visualizações
0 comentários
5 min de leitura
Qual o impacto do onboarding digital no engajamento dos usuários

Um estudo feito sobre os impactos do onboarding digital na retenção de clientes mostra o que acontece quando o usuário não tem uma experiência positiva com essa tecnologia: 96,7% deles afirmam que abandonaram um software web depois de seu primeiro uso, justamente porque não enxergaram qualidade na solução apresentada.

Percebe-se atualmente em nosso mercado uma presença crescente de estratégias focadas no processo de onboarding digital e no sucesso do cliente. Quando se fala de mercado de softwares, o usuário pode ter uma experiência muito melhor quando orientado por uma estratégia de User Experience, ou experiência do usuário, na qual o foco está em garantir a melhor jornada possível para cada perfil de cliente que inicia um processo cadastral.

O onboarding consegue manter o usuário mais engajado em sua experiência em uma plataforma web. Descubra a seguir a importância de engajar o usuário com o seu software proporcionando comprometimento que combina com a cultura da empresa.

 

A importância de engajar o usuário no onboarding digital

O processo de guiar o usuário até a aquisição de uma plataforma é muito importante, mas não supera a importância de comprovar o sucesso desta plataforma e lhe entregar o que precisa. Isso porque o cliente cria grandes expectativas sobre a sua solução e precisa comprová-las ao utilizá-la.

Quando não obtém essa comprovação, o usuário pode desistir de experimentar a solução e abandonar as plataformas, o que resulta muitas vezes até em cancelamento de contrato, por exemplo.

Para uma empresa, um usuário não engajado em sua solução pode prejudicar muito a marca, atingindo até mesmo potenciais clientes que poderiam aderi-la. Por isso o onboarding digital é tão importante para esse engajamento.

 

Leia também: Onboarding digital: como calcular o ROI em tecnologia na abertura de contas

 

Então, como aumentar esse engajamento?

Primeiramente, para engajar um usuário o conhecimento sobre o que ele precisa deve estar claro. Além disso, quais sucessos ele vai alcançar através da sua plataforma.

Depois disso feito, é possível já entender quais funções na plataforma suprirão essas necessidades e entregar mais resultados. Por exemplo, qual é o sentido de tratar na mesma esteira um cliente de alta renda e um de baixa renda. De acordo com seu modelo de negócio, sua empresa deve utilizar as ferramentas essenciais para cada usuário, seja com foco na redução do custo de captação ou ao proporcionar um onboarding sem atrito e com agilidade, garantindo o impacto de cada uma delas para esse sucesso.

O mais importante, portanto, é que o usuário encontre a melhor experiência possível em seu onboarding digital, que pode ser feito através de algumas dicas.

 

Dicas que ajudam no engajamento

Há três dicas principais de onboarding comuns a quase todos os negócios. São eles:

 

1.   Agilidade

É preciso receber novos clientes com uma jornada rápida! Quando eles têm esta percepção, a taxa de conversão aumenta.

Com o Fast Onboarding realizamos a validação do cadastro em até 10s, permitindo uma série de outras estratégias de engajamento tanto aos clientes aprovados quanto para aqueles que novas validações se fazem necessárias.

2.   Segmentação

Como comentamos no artigo, não faz sentido tratar clientes com perfis distintos na mesma dinâmica de onboarding. Sempre que possível, busque eliminar ferramentas de atrito, ou seja, que geram abandonos, como biometria facial e captura de documentos.

Com o Fast Prevention sua empresa pode realizar uma série de validações complementares em background, ou seja, de maneira transparente ao cliente, permitindo melhor a experiência de seu cliente target sem aumentar o risco para sua instituição.

3.   Oferta de produtos complementares

Não caia na tentação de tentar maximizar o ticket de um novo cliente forçando a contratação de um produto que ele não havia escolhido. Sugestões são bem-vindas para verticalizar uma venda, mas algo forçado também gera atrito e por consequência abandonos.

Com o Fast Potential sua empresa saberá quais clientes têm maior potencial de gerar receitas, além de detalhes de seu perfil de consumo e adoção digital. Isto permite ser mais assertivo nestas sugestões para atrair conversões naturais.

4.   Orientar a jornada do consumidor

 Já sabendo que seu cliente é estratégico e o que ele é mais propenso a consumir em sua instituição, por que não guia-lo ao longo da chegada na sua instituição.

Com o Fast Connection sua empresa pode automatizar acionamentos por multicanais, já adequando o melhor canal de interação para conduzir seu cliente à experiência ideal.

 

Saiba mais com a Fast Moving

Para saber mais sobre esse assunto leia nosso artigo: Fast Onboarding: entenda como converter mais clientes e ter um cadastro automatizado.

Para saber mais sobre a Fast, acesse nosso site e conheça todas as nossas soluções.

COMPARTILHE ESSE ARTIGO

Deixe o seu comentário!

Os mais lidos
Financial Customer Experience Management: o que é e como transformar essa jornada e gerar novos negócios

A experiência do cliente não termina depois de assinar um serviço ou clicar em “comprar”….

Ler mais...
Pare de perder clientes no Onboarding

Mais clientes, mais rápido, onboarding real-time. Com as atualizações regulatórias promovidas pelos principais órgãos no…

Ler mais...
Recursos essenciais para a hiperpersonalização do relacionamento financeiro

Com a personalização one-to-one, ações como receber e pagar faturas, boletos, acessar a conta online…

Ler mais...
Por categoria
Tags